Um pedacinho de mim

Fevereiro 20 2009

Há momentos em que paramos para pensar no que a nossa vida é... No que fizémos, no que andamos a fazer e também com o que perspectiva naquilo a que chamamos FUTURO...

No fundo, andamos a tentar descobrir quem somos... Se hoje me perguntarem quem eu sou e o que ando aqui a fazer... Talvez demore um bocado a responder... E no fim a resposta vai ser: ainda não sei...

 

Andamos à procura desta resposta no exterior, no futuro, no passado, quando a essência de quem somos está dentro de nós... Muitos de nós não sei se chegarão a ter consciência de quem são... Eu ainda não sei... Sei que é um caminho que tenho que percorrer... E são as decisões de hoje que vão definir quem sou amanhã, não pelo que os outros vêm mas pelo que eu SOU...

 

Há pequenos gestos que contribuiem para esta nossa aprendizagem... Um beijo, um abraço, um sorriso, um olhar ou um toque... Tudo tão sincero e tão profundo, como simples e belo...

 

Por isso amo as crianças... Eu sou como elas :) Gosto de questionar e de saber mais e mais... Por isso tenho dificuldade em compreender que há muitas coisas que não se compreendem... Só se sentem...

 

Lembro-me do Aniju, criança de 3 anos com quem partilhei dois meses da minha vida na Ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe... A única coisa que ele me pedia era um doce, uma banana, uma bolacha, e um sorriso ou... "Posso brincar um bocadinho contigo antes de ires trabalhar'" :)

 

E os abracinhos e os beijinhos? Não há explicação lógica e racional que explique o que sentimos naqueles dois meses... Chama-se AMOR mas não se explica... Vive-se e sente-se :)

 

Até já :)

 

 

publicado por Ana Barreira Dias às 19:38

Isso é porque o Amor vem assim... Acontece. O amor acontece! E não é pouco ^^

"Por isso amo as crianças... Eu sou como elas :)" Ah pois és! Em todos os sentidos! Uhhh

Também não sei em concreto o que ando aqui a fazer.. Vou fazendo. Pequenices, mas faço (acho eu). E depois, logo se vê. Sei apenas o essencial, o essencial para me fazer feliz apesar de tudo o que às vezes tanto dói e eu tanto não percebo. Que são esses pequenos gestos de que falas. Um olhar, um sorriso, um abraço. Momentos, gestos. Pequeninos mas tão grandes. Nadas que são tudo! E apesar de ainda não saber muita coisa em relação de para onde vou, e apesar de muita coisa que não percebo porque sou pequenina, sei sim que é isso que está acima do resto. E que torna pequenino aquilo que menos percebo. E que é o que preciso quando isso tudo volta a crescer.

Desvaira-te lá ^^

uhhhh
Daniela Barreira a 20 de Fevereiro de 2009 às 20:08

Uhhh :):)
Ana Barreira Dias a 20 de Fevereiro de 2009 às 20:10

Um pedacinho de alguns momentos e pensamentos... O meu dia-a-dia e as minhas experiências e partilhas :)
mais sobre mim
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
21

23
26
27
28


pesquisar
 
blogs SAPO